telefone(85) 4009.6300
telefone Portal do Cliente

ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM BENEFICIAMENTO DE JEANS

Objetivo

Promover conhecimentos a nivel de especialização técnica, para que o profissional possa planejar e desenvolver processos e produtos de jeans em lavanderias industriais, com base em pesquisas dos diversos tipos de tendências de comportamento e de consumo de moda e definição de estratégias de produto, considerando metodologia e ferramentas específicas, seguindo normas e procedimentos de qualidade, de meio ambiente, de saúde e segurança do trabalho.

Pré-requisito

Para realizar a matrícula, o candidato deverá:
- ter no mínimo 18 anos completos;
- ter concluído curso técnico do nível médio e/ou graduação, independente da área ou esteja concluindo curso de graduação nas áreas têxtil ou vestuário;
- ter no mínimo de 03 (três) anos de experiência em Lavanderia Industrial comprovados por meio de declaração e/ou documento oficial de trabalho;
- apresentar cópia e original dos documentos de: RG, CPF, de escolaridade e de experiência profissional na área quando for o caso.

Observação: Para o recebimento do Certificado/Diploma é necessário informar um e-mail válido.

Conteúdo

1. Beneficiamento do Jeans
1.1. Definição
1.2. Tipos:
1.2.1. Processo primário
1.2.2. Processo secundário
1.2.3. Processo terciário
1.3. Tipos de processos:
1.3.1. Físico;
1.3.2. Químico;
1.3.3. Físico/Químico;
1.3.4. Biológico
2. Publicações especializadas
2.1. Conceito
2.2. Características
2.3. Tipos:
2.3.1 Revistas e Jornais
2.3.2 Catálogos
2.3.3 Sites especializados;
2.3.4 Redes Sociais;
2.3.5 Bureaux de estilos;
2.4. Interpretação das publicações
3. Mercado local
3.1 Definição
3.2 Características
3.3 Aspectos socioculturais
3.3.1. Pesquisa iconográfica
3.3.2. Pesquisa de Rua
3.3.3. Pontos de venda
3.3.4 Aspectos comportamentais
3.4. Aspectos climáticos
4. Inovações
4.1. Conceito
4.2. Tipos
4.2.1. Melhorias de Processo
4.2.2. Novos Processos
4.2.3. Matéria Prima
4.2.4. Equipamentos
4.3 Eventos Especializados
4.3.1. Feiras e lançamentos
4.3.2. Desfiles
4.3.3. Showroom
1. Matérias Primas
1.1 Conceito
1.2 Tipos:
1.2.1. Especificações (Gramatura, Padronagem, Densidade, etc.)
1.2.2. Peças confeccionadas
1.2.3. Produtos Químicos
1.3 Tecidos:
1.3.1. Sulfuroso
1.3.2. Índigo
1.3.3. Pigmentado
1.3.4. Estampado
2. Insumos
2.1 Conceito
2.2. Classificação:
2.2.1 básicos
2.2.2 auxiliares
2.3 Tipos:
2.3.1. Sais (Cloreto de Sódio e Sulfato de Sódio)
2.3.2. Ácidos
2.3.3. Álcalis
2.3.4. Oxidantes
2.3.5. Corantes
2.3.6. Enzimas
2.4. Funcionalidades no processo de beneficiamento
3. Equipamentos
2.1. Funções
2.2. Tipos
2.2.1. Centrífuga
2.2.2. Secadoras
2.2.3. Máquinas de Lavar
2.2.4. Passadoria
2.2.5. Máquina de Corrosão a Laser
2.2.6. Equipamentos de desgaste
2.3 Inovações
4. Fornecedores
4.1 Tipos
4.1.1 Matérias primas
4.1.2 Insumos
4.1.3 Equipamentos
4.2. Fichas Técnicas
5. Sustentabilidade
5.1. Definição
5.2. Requisitos legais
6. Qualidade:
6.1. Conceitos
6.2. Princípios
6.3. Ferramentas da qualidade
6.4. Selos de Qualidade
6.5. Qualidade Total
7. Produtividade
7.1. Definição
7.2. Produção x produtividade
7.3. Relação Custo-Benefício
7.3.1. Definição de Custos
7.3.2. Tipos de Custos
7.3.3. Critérios de Rateio
7.3.4. Planilhas Eletrônicas
8. Fundamentos da Físico-Química
8.1 Conceitos
8.1.1 Ácido
8.1.2 Base
8.1.3 Potencial Hidrogeniônico (PH)
8.2 Características físico-químicas da água
8.2.1 Dureza
8.2.2 Presença de metais
8.2.3 PH
8.2.4 Sais
8.3 Corantes
8.3.1 Tipos de corantes (reativos, direto, sulfurosos, ácidos, pigmentos, rongeáveis, etc.)
8.4 Riscos na manipulação de produtos químicos
8.4.1. FISPQ
8.4.2 Principais riscos
8.4.2. EPIs
8.4.3. Medidas de prevenção de acidentes
8.4.4. Mapa de Incompatibilidades
8.4.5. Mapa de Riscos 1. Interpretação do briefing do cliente
2. Ferramentas de desenvolvimento de Padrões
2.1. Moodboard
2.2. Mix de produtos
2.3. Cartela de cores
3. Variáveis
3.1. Composição química do tecido
3.2. Composição física do tecido
3.3. Capacidade Produtiva (quantidade de peças, tipos de processos, etc)
3.4. Tendências de moda e mercado.
4. Peças Pilotos
4.1. Conceitos
4.2. Finalidade
4.3. Estudo de viabilidade
4.3.1. Custos
4.3.2. Processos
4.3.3. Produtiva
4.3.4. Qualidade
4.3.5. Sustentabilidade
4.3.6. Normas técnicas
5. Processos Inovadores
1. Análise de viabilidade
1.1. Amostra x Piloto a ser desenvolvida
1.2. Financeira
1.2.1. Receita
1.2.2. Lucro
1.2.3. Preço de venda de serviço
1.2.4. Despesas
1.3. Sustentabilidade
2. Relacionamento Interpessoal
3. Técnicas de Negociação
3.1 Ética
3.2 Administração de conflitos
3.3 Clientes internos e externos
3.4 Negociação de valores, prazos e viabilidade.
4. Máquinas e Equipamentos
4.1. Especificações Técnicas da máquinas e equipamentos
4.1.1. Rotação da Máquina
4.1.2. Ação Mecânica (Horizontal e Vertical)
4.1.3. Capacidade de carga
4.1.4. Capacidade de Produção (Peça x Hora)
4.2. Noções de Manutenção
4.2.1. Conceitos
4.2.2. Tipos de Manutenção (Corretiva, Preventiva e Preditiva)
4.2.3. Falhas e defeitos
4.3. Operação de Máquinas e equipamentos
4.3.1. Conceitos
4.3.2. Principais funções
4.3.3. Aspectos de segurança
4.3.4. Normas Regulamentadoras
5. Tratamento de efluentes e PGRS
5.1. Definição
5.2. Finalidade
5.3. Tipos
5.4. Classificação dos resíduos 1. Fichas Técnicas
1.1 Conceito
1.2. Finalidade
1.3. Tipos
1.3.1. Produto
1.3.2. Beneficiamento
1.3.3. Tingimento
1.3.4. Estamparia
1.3.5. Bordado
1.3.6. Composição de custos
1.4. Elaboração
1.4.1. Sequência operacional
1.4.2. Receita
1.4.3. Dados de Identificação do Cliente
1.4.4. Softwares específicos
1.5. Arquivamento
1.6. Revisão
2. Procedimentos Internos da empresa
2.1. Definição
2.2. Finalidade
2.3. Estrutura Organizacional
2.4. Fluxograma
3. Sustentabilidade
4. Qualidade
4.1 Selos de qualidade (OËCOTEX)
4.2. Normas Internas de qualidade 1. Inspeção
1.1 Definição
1.2. Finalidade
1.3. Tipos:
1.3.1. amostral
1.3.2. etapas do processo
1.3.3. Lotes
1.4 Ferramentas Básicas da Qualidade:
1.4.1. Brainstorming
1.4.2. Fluxograma
1.4.3. Folha de verificação
1.4.4 Gráfico de Pareto
1.4.5.Diagrama de causa e efeito
1.4.6 Histograma
1.4.7. Gráfico de controle (carta de controle).
1.5 Indicadores de Qualidade
1.5.1. Peças Produzidas em relação ao tempo
1.5.2. OEE (Overall Equipment Effectiveness)
1.5.3. Satisfação do cliente
1.6 Tratamento de não conformidades.

Carga Horária

488 Horas
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT