telefone(85) 4009.6300

SENAI Ceará e Sebrae debatem projetos de inovação

19/06/2019 - 16h06

O empresário da Agromix e presidente do Sindialimentos, André Siqueira; e o diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Paulo André Holanda, estiveram hoje (19/6), no Sebrae, para articular os próximos projetos de inovação entre a empresa, o SENAI Ceará e o Sebrae. O projeto de inovação desenvolvido pelo SENAI Ceará, em parceria com o Sebrae, na empresa Agromix, foi premiado com o primeiro lugar entre empresas de todo Brasil, na categoria Digitalização, durante o Summit Senai 4.0, que ocorreu dentro da programação do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, realizado de 10 a 12/6, em São Paulo.

Eles foram recebidos pelo superintendente, Joaquim Cartaxo; diretor técnico, Alci Porto; e gerente da unidade de inovação e sustentabilidade, Herbart Melo. De acordo com Paulo André Holanda, o ótimo resultado se deve à disponibilidade do empresário em acreditar no SENAI e abrir as portas da empresa para o projeto piloto realizado, de consultora em Indústria 4.0, responsável por implantar sensores e tecnologias que facilitam a tomada de decisão e o aumento da produtividade. "A premiação também é consequência do trabalho forte feito pelo Instituto SENAI de Tecnologia Eletrometalmecânica, através dos consultores. É muito relevante para o Ceará porque potencializa não somente o aumento da produtividade, mas também de melhoria de gestão. O SENAI fica muito satisfeito com o resultado e espera que outras empresas possam nos procurar para desenvolver projetos como esse", explica. Segundo ele, o SENAI e o Sebrae devem lançar programas desse tipo a nível nacional.

O empresário André Siqueira agradeceu pelo apoio das instituições e alinhou novas ações com o recurso recebido da premiação, de R$40 mil. "Nossos esforços são para trazer mais tecnologia e resultados", afirma. De acordo com André, "a partir dos sensores, recebemos informação em tempo real, de tudo que acontece com as máquinas, acessando até pelo celular. Isso possibilitou definir novas metas de produtividade, fazer ajustes, evitar problemas que causavam paradas de equipamento e com isso, melhoramos a produtividade do sistema e o resultado de produção da empresa. Recomendo demais que os industriais acessem e conheçam as expertises do SENAI", indica o industrial. 

Para o gerente da unidade de inovação e sustentabilidade do Sebrae, Herbart Melo, o apoio do Sebrae aconteceu na intenção de desmistificar que a Indústria 4.0 é de alta tecnologia. "A proposta foi mostrar que antes mesmo de trabalhar o processo de automação na empresa, veio a parte de gestão. A partir da implantação do processo, o empresário pode até se ausentar mais da empresa, mas continuar presente, porque acompanha tudo que acontece à distância. O Sebrae têm incentivado muito as micro e pequenas empresas a implantarem esse tipo de tecnologia", relata. 

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT