telefone(85) 4009.6300

ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM BENEFICIAMENTO DE JEANS

Objetivo

Promover conhecimentos a nivel de especialização técnica, para que o profissional possa planejar e desenvolver processos e produtos de jeans em lavanderias industriais, com base em pesquisas dos diversos tipos de tendências de comportamento e de consumo de moda e definição de estratégias de produto, considerando metodologia e ferramentas específicas, seguindo normas e procedimentos de qualidade, de meio ambiente, de saúde e segurança do trabalho.

Pré-requisito

Para realizar a matrícula, o candidato deverá:
- ter no mínimo 18 anos completos;
- ter concluído curso técnico do nível médio e/ou graduação, independente da área ou esteja concluindo curso de graduação nas áreas têxtil ou vestuário;
- ter no mínimo de 03 (três) anos de experiência em Lavanderia Industrial comprovados por meio de declaração e/ou documento oficial de trabalho;
- apresentar cópia e original dos documentos de: RG, CPF, de escolaridade e de experiência profissional na área quando for o caso.

Observação: Para o recebimento do Certificado/Diploma é necessário informar um e-mail válido.

Conteúdo

  • PESQUISA DE TENDÊNCIAS
    • 1. Beneficiamento do Jeans
    • 1.1. Definição
    • 1.2. Tipos:
    • 1.2.1. Processo primário
    • 1.2.2. Processo secundário
    • 1.2.3. Processo terciário
    • 1.3. Tipos de processos:
    • 1.3.1. Físico;
    • 1.3.2. Químico;
    • 1.3.3. Físico/Químico;
    • 1.3.4. Biológico
    • 2. Publicações especializadas
    • 2.1. Conceito
    • 2.2. Características
    • 2.3. Tipos:
    • 2.3.1 Revistas e Jornais
    • 2.3.2 Catálogos
    • 2.3.3 Sites especializados;
    • 2.3.4 Redes Sociais;
    • 2.3.5 Bureaux de estilos;
    • 2.4. Interpretação das publicações
    • 3. Mercado local
    • 3.1 Definição
    • 3.2 Características
    • 3.3 Aspectos socioculturais
    • 3.3.1. Pesquisa iconográfica
    • 3.3.2. Pesquisa de Rua
    • 3.3.3. Pontos de venda
    • 3.3.4 Aspectos comportamentais
    • 3.4. Aspectos climáticos
    • 4. Inovações
    • 4.1. Conceito
    • 4.2. Tipos
    • 4.2.1. Melhorias de Processo
    • 4.2.2. Novos Processos
    • 4.2.3. Matéria Prima
    • 4.2.4. Equipamentos
    • 4.3 Eventos Especializados
    • 4.3.1. Feiras e lançamentos
    • 4.3.2. Desfiles
    • 4.3.3. Showroom
  • PESQUISA DE MATÉRIAS PRIMAS, INSUMOS E EQUIPAMENTOS.
    • 1. Matérias Primas
    • 1.1 Conceito
    • 1.2 Tipos:
    • 1.2.1. Especificações (Gramatura, Padronagem, Densidade, etc.)
    • 1.2.2. Peças confeccionadas
    • 1.2.3. Produtos Químicos
    • 1.3 Tecidos:
    • 1.3.1. Sulfuroso
    • 1.3.2. Índigo
    • 1.3.3. Pigmentado
    • 1.3.4. Estampado
    • 2. Insumos
    • 2.1 Conceito
    • 2.2. Classificação:
    • 2.2.1 básicos
    • 2.2.2 auxiliares
    • 2.3 Tipos:
    • 2.3.1. Sais (Cloreto de Sódio e Sulfato de Sódio)
    • 2.3.2. Ácidos
    • 2.3.3. Álcalis
    • 2.3.4. Oxidantes
    • 2.3.5. Corantes
    • 2.3.6. Enzimas
    • 2.4. Funcionalidades no processo de beneficiamento
    • 3. Equipamentos
    • 2.1. Funções
    • 2.2. Tipos
    • 2.2.1. Centrífuga
    • 2.2.2. Secadoras
    • 2.2.3. Máquinas de Lavar
    • 2.2.4. Passadoria
    • 2.2.5. Máquina de Corrosão a Laser
    • 2.2.6. Equipamentos de desgaste
    • 2.3 Inovações
    • 4. Fornecedores
    • 4.1 Tipos
    • 4.1.1 Matérias primas
    • 4.1.2 Insumos
    • 4.1.3 Equipamentos
    • 4.2. Fichas Técnicas
    • 5. Sustentabilidade
    • 5.1. Definição
    • 5.2. Requisitos legais
    • 6. Qualidade:
    • 6.1. Conceitos
    • 6.2. Princípios
    • 6.3. Ferramentas da qualidade
    • 6.4. Selos de Qualidade
    • 6.5. Qualidade Total
    • 7. Produtividade
    • 7.1. Definição
    • 7.2. Produção x produtividade
    • 7.3. Relação Custo-Benefício
    • 7.3.1. Definição de Custos
    • 7.3.2. Tipos de Custos
    • 7.3.3. Critérios de Rateio
    • 7.3.4. Planilhas Eletrônicas
    • 8. Fundamentos da Físico-Química
    • 8.1 Conceitos
    • 8.1.1 Ácido
    • 8.1.2 Base
    • 8.1.3 Potencial Hidrogeniônico (PH)
    • 8.2 Características físico-químicas da água
    • 8.2.1 Dureza
    • 8.2.2 Presença de metais
    • 8.2.3 PH
    • 8.2.4 Sais
    • 8.3 Corantes
    • 8.3.1 Tipos de corantes (reativos, direto, sulfurosos, ácidos, pigmentos, rongeáveis, etc.)
    • 8.4 Riscos na manipulação de produtos químicos
    • 8.4.1. FISPQ
    • 8.4.2 Principais riscos
    • 8.4.2. EPIs
    • 8.4.3. Medidas de prevenção de acidentes
    • 8.4.4. Mapa de Incompatibilidades
    • 8.4.5. Mapa de Riscos
  • CRIAÇÃO DE PADRÕES DE BENEFICIAMENTO
    • 1. Interpretação do briefing do cliente
    • 2. Ferramentas de desenvolvimento de Padrões
    • 2.1. Moodboard
    • 2.2. Mix de produtos
    • 2.3. Cartela de cores
    • 3. Variáveis
    • 3.1. Composição química do tecido
    • 3.2. Composição física do tecido
    • 3.3. Capacidade Produtiva (quantidade de peças, tipos de processos, etc)
    • 3.4. Tendências de moda e mercado.
    • 4. Peças Pilotos
    • 4.1. Conceitos
    • 4.2. Finalidade
    • 4.3. Estudo de viabilidade
    • 4.3.1. Custos
    • 4.3.2. Processos
    • 4.3.3. Produtiva
    • 4.3.4. Qualidade
    • 4.3.5. Sustentabilidade
    • 4.3.6. Normas técnicas
    • 5. Processos Inovadores
  • DEFINIÇÃO DE PROCESSOS
    • 1. Análise de viabilidade
    • 1.1. Amostra x Piloto a ser desenvolvida
    • 1.2. Financeira
    • 1.2.1. Receita
    • 1.2.2. Lucro
    • 1.2.3. Preço de venda de serviço
    • 1.2.4. Despesas
    • 1.3. Sustentabilidade
    • 2. Relacionamento Interpessoal
    • 3. Técnicas de Negociação
    • 3.1 Ética
    • 3.2 Administração de conflitos
    • 3.3 Clientes internos e externos
    • 3.4 Negociação de valores, prazos e viabilidade.
    • 4. Máquinas e Equipamentos
    • 4.1. Especificações Técnicas da máquinas e equipamentos
    • 4.1.1. Rotação da Máquina
    • 4.1.2. Ação Mecânica (Horizontal e Vertical)
    • 4.1.3. Capacidade de carga
    • 4.1.4. Capacidade de Produção (Peça x Hora)
    • 4.2. Noções de Manutenção
    • 4.2.1. Conceitos
    • 4.2.2. Tipos de Manutenção (Corretiva, Preventiva e Preditiva)
    • 4.2.3. Falhas e defeitos
    • 4.3. Operação de Máquinas e equipamentos
    • 4.3.1. Conceitos
    • 4.3.2. Principais funções
    • 4.3.3. Aspectos de segurança
    • 4.3.4. Normas Regulamentadoras
    • 5. Tratamento de efluentes e PGRS
    • 5.1. Definição
    • 5.2. Finalidade
    • 5.3. Tipos
    • 5.4. Classificação dos resíduos
  • DESENVOLVIMENTO DE FICHA TÉCNICA
    • 1. Fichas Técnicas
    • 1.1 Conceito
    • 1.2. Finalidade
    • 1.3. Tipos
    • 1.3.1. Produto
    • 1.3.2. Beneficiamento
    • 1.3.3. Tingimento
    • 1.3.4. Estamparia
    • 1.3.5. Bordado
    • 1.3.6. Composição de custos
    • 1.4. Elaboração
    • 1.4.1. Sequência operacional
    • 1.4.2. Receita
    • 1.4.3. Dados de Identificação do Cliente
    • 1.4.4. Softwares específicos
    • 1.5. Arquivamento
    • 1.6. Revisão
    • 2. Procedimentos Internos da empresa
    • 2.1. Definição
    • 2.2. Finalidade
    • 2.3. Estrutura Organizacional
    • 2.4. Fluxograma
    • 3. Sustentabilidade
    • 4. Qualidade
    • 4.1 Selos de qualidade (OËCOTEX)
    • 4.2. Normas Internas de qualidade
  • INSPEÇÃO DE PROCESSOS
    • 1. Inspeção
    • 1.1 Definição
    • 1.2. Finalidade
    • 1.3. Tipos:
    • 1.3.1. amostral
    • 1.3.2. etapas do processo
    • 1.3.3. Lotes
    • 1.4 Ferramentas Básicas da Qualidade:
    • 1.4.1. Brainstorming
    • 1.4.2. Fluxograma
    • 1.4.3. Folha de verificação
    • 1.4.4 Gráfico de Pareto
    • 1.4.5.Diagrama de causa e efeito
    • 1.4.6 Histograma
    • 1.4.7. Gráfico de controle (carta de controle).
    • 1.5 Indicadores de Qualidade
    • 1.5.1. Peças Produzidas em relação ao tempo
    • 1.5.2. OEE (Overall Equipment Effectiveness)
    • 1.5.3. Satisfação do cliente
    • 1.6 Tratamento de não conformidades.

Carga Horária

488 Horas
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT