telefone(85) 4009.6300

OPERADOR DE INJETORAS PARA TERMOPLÁSTICOS

Objetivo

O Curso de Qualificação Profissional , Operador de Injetoras para termoplásticos, tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas à operação de máquinas injetoras para termoplásticos nas indústrias com processos de transformação de polímeros, identificando as principais unidades da máquina, verificando o processo de produção e as condições do produto, manipulando materiais de transformação, fazendo a reposição das matérias-primas, moldes para termoplásticos, controle do processo de injeção, e desenvolvendo competências relativas a interpretação de desenho técnico e metrologia seguindo procedimentos de trabalho e normas de saúde, segurança e meio ambiente.

Pré-requisito

- Ter concluído o ensino fundamental
- Ter no mínimo 18 anos completo
- Apresentar apresentar cópia e original dos documentos de: RG, CPF , comprovante de residência e comprovante de escolaridade. Em caso de cópia autenticada, não é necessário apresentar o original.

Observação: Para o recebimento do Certificado/Diploma é necessário informar um e-mail válido.

Conteúdo

  • OPERAÇÃO DE MÁQUINAS INJETORAS DE TERMOPLÁSTICOS
    • 1. Segurança na operação de Injetoras
    • 1.1. Histórico da regulamentação
    • 1.2. Direitos e deveres do empregador e trabalhador
    • 1.3. Descrição e funcionamento da máquina injetora
    • 1.4. Riscos na operação de máquinas injetoras
    • 1.5. Principais áreas de risco da máquina injetora
    • 1.6. Medidas e dispositivos de segurança para evitar acidentes
    • 1.7. Proteções e distâncias de segurança
    • 1.8. Exigências mínimas segundo a NR 10, NR 12, NBR 13536, NBR NM - ISO 13852:2003 e NBR 13757
    • 1.9. Medidas de segurança para máquinas hidráulicas de comando manual
    • 1.10. Perigos e dispositivos de segurança em máquinas injetoras
    • 2. Máquinas injetoras
    • 2.1. Procedimento de segurança o Check list dos dispositivos de segurança o Equipamentos Individuais de Segurança (EPIs)
    • 2.2. Componentes da injetora o Componentes e tipos de unidades de fechamento o Componentes da unidade de injeção
    • 2.3. Componentes da unidade de controle
    • 2.4. Rosca ou parafuso de injeção: Zonas de uma rosca, Ponta da rosca, Válvula de bloqueio, Taxa de compressão, Razão L/D de uma rosca.
    • 2.3. Tipos de máquinas injetoras: 2.3.1. Horizontais, 2.3.2. Verticais , 2.3.3. Rotativas, 2.3.4. Elétricas , 2.3.5. Hidráulicas
    • 2.4. Capacidades de uma injetora : 2.4.1. Capacidade de fechamento , 2.4.2. Capacidade de injeção, 2.4.3. Capacidade de plastificação, 2.4.4. Pressão de injeção, 2.4.5. Distância entre colunas, 2.4.6. Altura mínima e máxima do molde, 2.4.7. Cálculo de força de fechamento/travamento, 2.4.8. Cálculo da capacidade de injeção e plastificação.
    • 2.5. Etapas do ciclo de injeção: 2.5.1. Fechamento, 2.5.2.Avanço do bico, 2.5.3.Injeção, 2.5.4.Recalque, 2.5.5.Resfriamento, 2.5.6.Dosagem/plastificação, 2.5.7.Descompressão, 2.5.8.Recuo do bico, 2.5.9.Abertura
    • 2.5.10.Extração,
    • 2.6. Parâmetros de processo: 2.6.1.Temperaturas, 2.6.2.Pressões, 2.6.3.Velocidades, 2.6.4. Posições, 2.6.5. Tempos
    • 2.7. Periféricos: 2.7.1. Sistemas de alimentação, 2.7.2. Sistemas de secagem e desumidificação de materiais, 2.7.3. Sistemas de resfriamento, 2.7.4. Sistemas de reaproveitamento de materiais, 2.7.5. Aplicações de manipuladores automáticos (Robôs)
  • MATÉRIAS-PRIMAS NA INDÚSTRIA DE INJEÇÃO DE TERMOPLÁSTICOS
    • 1. Materiais termoplásticos
    • 1.1. Histórico dos plásticos
    • 1.2. Fontes de matérias- primas
    • 1.3. Indústria petroquímica
    • 1.4. Obtenção dos termoplásticos: 1.4.1. Monômero, 1.4.2. Polímero, 1.4.3. Polimerização e copolimerização, 1.4.4. Peso molecula, 1.4.5. Densidade dos materiais, 1.4.6. Nomenclatura dos polímeros, 1.4.7. Abreviatura dos polímeros, 1.4.8. Folha de dados das matérias-primas
    • 1.5. Classificação: 1.5.1.Termoplásticos e termofixos, 1.5.2. Homopolímeros e copolímeros, 1.5.3. Plásticos de massa, engenharia e alta performance, 1.5.4. Amorfo e cristalino
    • 1.6. Propriedades: 1.6.1. Químicas, 1.6.2. Óticas, 1.6.3. Mecânicas, 1.6.4. Térmicas, 1.6.5. Elétricas
    • 1.7. Aditivos: 1.7.1. Definição dos aditivos, 1.7.2. Função dos aditivos, 1.7.3.Tipos de aditivos e suas funções, 1.7.4.Cargas inertes e de reforço
    • 1.8. Ensaios: 1.8.1. Índice de fluidez, 1.8.2.Ponto de amolecimento, 1.8.3.Resistência ao impacto, 1.8.4.Tração, flexão, abrasão e dureza, 1.8.5. Higroscopia nos termoplásticos, 1.8.6. Degradação nos termoplásticos, 1.8.7. Características dos termoplásticos na combustão, 1.8.8. Identificação dos materiais, 1.8.9. Reciclagem dos termoplásticos, 1.8.10. Símbolos de reciclagem
  • MOLDES PARA TERMOPLÁSTICOS
    • 1. Conceito de molde
    • 1.1. Tipos de moldes
    • 1.2. Molde de duas placas
    • 1.3. Molde de três placas
    • 1.4. Molde de câmara quente
    • 1.5. Stack mold
    • 2. Componentes de um molde padrão
    • 2.1. Materiais utilizados na construção de moldes
    • 2.2. Sistemas de alimentação de um molde: 2.2.1.Buchas, 2.2.2.Canais, 2.2.3.Entradas, 2.2.4.Balanceamento dos canais, 2.2.5.Sistema de saída de gases, 2.2.6.Sistema de refrigeração, 2.2.7.Sistemas de extração, 2.2.8.Sistemas de câmara quente
    • 2.3. Cuidados com os moldes: 2.3.1. Lubrificantes, 2.3.2. Antioxidantes, 2.3.2. Desmoldantes, 2.3.3. Limpeza e conservação
    • 2.4. Molde de multicomponentes: 2.4.1. Molde com gavetas, 2.4.2. Porta molde, insertos e placas de suporte
  • CONTROLE DO PROCESSO DE INJEÇÃO DE TERMOPLÁSTICOS
    • 1. Processo de injeção
    • 1.1. Armazenamento de matérias- primas e produtos
    • 1.2.Insumos e utilidades do processo de injeção
    • 1.3.Controle e otimização do ciclo de injeção
    • 1.4.Defeitos e soluções em peças injetadas
    • 1.5.Ordem de produção, serviço ou fabricação
    • 1.6.Identificação e destinação de resíduos, sobras e refugos da produção
    • 1.7.Influência dos parâmetros no processo e produto
    • 1.8.Set-ups
    • 1.9.Try-outs
    • 1.10.Ferramentas da qualidade MASP (metodologia para análise e solução de problemas)
  • INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO E METROLOGIA BÁSICA
    • 1. Unidades de medida
    • 1.1. Comprimento
    • 1.2. Área
    • 1.3. Volume
    • 2. Conversão de unidades
    • 3. Operações com números decimais e fracionários
    • 4. Instrumentos de medida
    • 4.1. Escala
    • 4.2. Paquímetro
    • 4.3. Micrômetro
    • 5. Cuidados no manuseio e guarda dos instrumentos
    • 5.1. Figuras geométricas
    • 5.2. Perspectiva isométrica
    • 5.3. Projeções ortográficas
    • 5.4. Simbologias de tolerância
    • 5.5. Cotagem
    • 5.6. Escalas

Carga Horária

192 Horas
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT