telefone(85) 4009.6300

TÉCNICO EM MODELAGEM DO VESTUÁRIO

Objetivo

Desenvolver modelagem, conforme padrões e tendências de mercado, viabilizando tecnicamente o produto para o processo produtivo do vestuário, seguindo normas técnicas, de saúde e segurança do trabalho, princípios de gestão da qualidade e de preservação ambiental.

Pré-requisito

Para realizar a matrícula, o interessado deverá:
- ter concluído o Ensino médio ou estar cursando no mínimo o 2º ano do ensino médio.

A matrícula poderá ser efetivada por interessados (ou responsável legal) com a apresentação de cópias dos seguintes documentos:
- histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio ou declaração da escola comprovando que o aluno está devidamente matriculado e frequentando regularmente, no mínimo, o 2º ano do ensino médio;
- carteira de identidade ou carteira nacional de habilitação;
- cadastro de pessoa física – CPF;
- comprovante de residência;
- duas fotos 3X4 atualizadas.


Observação: Para o recebimento do Certificado/Diploma é necessário informar um e-mail válido.

Conteúdo

  • ANÁLISE E REPRESENTAÇÃO TÉCNICA DO VESTUÁRIO
    • 1. Coleção
    • 1.1. Aviamentos
    • 1.2. Beneficiamentos
    • 1.3. Cores
    • 1.4. Cronograma
    • 1.5. Forma
    • 1.6. Identidade da marca
    • 1.7. Marketing de moda
    • 1.8. Mix de produtos
    • 1.9. Posicionamento da marca no mercado
    • 1.10. Tecidos
    • 2. Criação e criatividade
    • 2.1. Cor
    • 2.2. Estrutura
    • 2.3. Figura e fundo
    • 2.4. Forma
    • 2.5. Textura
    • 2.6. Volume
    • 3. Desenho de Moda
    • 3.1. Desenho técnico: escala, proporção, representação gráfica, unidades de medida, volume
    • 3.2. Ilustração digital de moda: ilustração vetorial, manipulação de imagens
    • 3.3. Observação da figura humana: na ilustração, na imagem, no croqui
    • 3.4. Ficha Técnica: características, definição, finalidade
    • 3.5. Moda e Mercado: história da moda
    • 3.6. Sistema da moda: alta costura, fast fashion, prêt-à-porter, slow fashion
    • 4. Pesquisa de Moda
    • 4.1. Definição de público-alvo
    • 4.2. Fontes
    • 4.3. Inspirações e tendências de moda
    • 4.4. Macrotendências de mercado
    • 4.5. Métodos
  • COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA
    • 1. Apresentação de Trabalhos
    • 1.1. Aplicativos para apresentação: ferramentas
    • 1.2. Importância da disseminação de conhecimentos
    • 1.3. Leitura e interpretação de textos técnicos
    • 1.4. Linguagem
    • 1.5. Menus
    • 1.6. O trabalho colaborativo
    • 1.7. Postura
    • 1.8. Realizar pesquisas, individual e em grupo, organizando as apresentações
    • 2. Comunicação
    • 2.1. Níveis de fala: gíria, linguagem coloquial, língua padrão
    • 2.2. Processo: canal, código, emissor, feedback, mensagem, receptor, referente
    • 3. Descrição: ambiente, objeto, processo
    • 4. Dissertação: argumentação, estrutura
    • 5. Editor de Texto: digitação de textos, formatação, impressão de arquivos, inserções
    • 6. Parágrafo: estrutura interna, tipos, unidade interna
    • 7. Pesquisa: definição, delimitação de temas, resumo de texto
    • 7.1. Fontes: mídia eletrônica, mídia impressa, recursos de internet
    • 8. Relatório técnico: estrutura, tipos
    • 9. Técnica de intelecção de texto: análise textual, interpretativa, temática
  • MODELAGEM INDUSTRIAL DO VESTUÁRIO
    • 1. Antropometria aplicada ao vestuário:
    • 1.1. Definição
    • 1.2. Feminino
    • 1.3. Infantil
    • 1.4. Masculino
    • 1.5. Partes do corpo e suas relações:
    • 2. Destinação de resíduos sólidos
    • 3. Elaboração da ficha técnica
    • 4. Graduação de moldes
    • 4.1. Ampliação
    • 4.2. Redução de moldes
    • 5. Peça piloto
    • 5.1. Acabamentos
    • 5.2. Corte
    • 5.3. Costura
    • 5.4. Definição
    • 5.5. Encaixe
    • 5.6. Etapas da confecção
    • 5.7. Risco
    • 6. Preparação dos moldes para o corte
    • 6.1. Acréscimo de margens de costura e folga de vestibilidade
    • 6.2. Identificação dos moldes
    • 6.3. Marcação de fio, piques e furos
    • 7. Processo de Adaptação de modelos
    • 8. Protótipo (estudo de volume)
    • 8.1. Análise final do protótipo
    • 8.2. Correções e ajustes
    • 8.3. Destinação de resíduos sólidos
    • 8.4. Testes de preparação
    • 9. Tecido
    • 9.1. Composição
    • 9.2. Definição
    • 9.3. Tipos e Estruturas
    • 10. Técnicas de Interpretação
    • 10.1. Assimetria
    • 10.2. Construção
    • 10.3. Desconstrução
    • 10.4. Simetria
    • 11. Técnicas de modelagem manual
    • 11.1. Moulage/draping
    • 11.2. Plana
    • 11.3. Tabelas de medidas
    • 12. Tipos de modelagem
    • 12.1. Alfaiataria
    • 12.2. Feminina
    • 12.3. Infantil
    • 12.4. Masculina
    • 12.5. Modelagem moda íntima e moda praia
  • INTERPRETAÇÃO DE MODELAGEM INDUSTRIAL MASCULINA, ALFAIATARIA E INFANTO-JUVENIL
    • 1. Construção de modelo a partir de bases
    • 1.1. Assimetria
    • 1.2. Desconstrução
    • 1.3. Desestruturação
    • 1.4. Simetria
    • 1.5. Volumes
    • 2. Critérios de controle de qualidade
    • 2.1. Adequação de tamanhos de pontos
    • 2.2. Regulagem dos pontos
    • 2.3. Resistência das costuras
    • 2.4. Simetria
    • 2.5. Tolerâncias das especificações do produto
    • 2.6. Uniformidade das costuras
    • 2.7. Uniformidade das medidas
    • 3. Empreendedorismo: definição
    • 3.1. Habilidades: gerenciais, plano de negócio, técnicas
    • 3.2. Perfil do empreendedor
    • 3.3. Graduação de Moldes (ampliação e redução): definição
    • 3.4. Diferenças de medidas
    • 3.5. Pontos fixos e móveis do molde
    • 3.6. Proporção do produto
    • 4. Métodos de Montagem e Acabamento de:
    • 4.1. Calças
    • 4.2. Camisas
    • 4.3. Camisetas
    • 4.4. Colete
    • 4.5. Paletó
    • 5. Noções de regulagem das máquinas, dos equipamentos e dos acessórios
    • 6. Normas Técnicas Nacionais e Internacionais
    • 7. Preparação para o corte
    • 7.1. Acréscimo de margens
    • 7.2. Armazenagem dos moldes
    • 7.3. Denominação dos moldes
    • 7.4. Destaque dos moldes
    • 7.5. Gabaritos
    • 7.6. Marcação de piques, furos e fio
    • 8. Processo de construção de:
    • 8.1. Bolsos
    • 8.2. Cós
    • 8.3. Fechamentos
    • 8.4. Fendas
    • 8.5. Golas
    • 8.6. Mangas
    • 8.7. Palas
    • 8.8. Pences
    • 8.9. Pregas
    • 8.10. Punhos
    • 8.11. Recortes
    • 9. Protótipo e peça piloto: definição
    • 9.1. Especificação técnica
    • 9.1.1. Consumo de matérias-primas
    • 9.1.2. Controle de qualidade
    • 9.1.3. Matérias-primas
    • 9.1.4. Sequência operacional
    • 9.1.5. Tabelas de medidas do produto acabado
    • 9.2. Etapas da confecção
    • 9.2.1. Acabamento
    • 9.2.2. Aprovação
    • 9.2.3. Correção
    • 9.2.4. Corte
    • 9.2.5. Costura
    • 9.2.6. Encaixe
    • 9.2.7. Prova
    • 9.2.8. Risco
  • INTERPRETAÇÕES DE MODELAGEM INDUSTRIAL FEMININA
    • 1. Beneficiamento: bordado, estamparia, lavanderia
    • 2. Construção de modelo a partir de bases:
    • 2.1. Assimetria
    • 2.2. Desconstrução
    • 2.3. Desestruturação
    • 2.4. Simetria
    • 2.5. Volumes
    • 3. Construção de projetos diferenciados para acessórios e objetos
    • 4. Critérios de controle de qualidade:
    • 4.1. Adequação de tamanhos de pontos
    • 4.2. Regulagem dos pontos
    • 4.3. Resistência das costuras
    • 4.4. Simetria
    • 4.5. Tolerâncias das especificações do produto
    • 4.6. Uniformidade das costuras
    • 4.7. Uniformidade das medidas
    • 5. Especificação Técnica
    • 5.1. Consumo de matérias- primas
    • 5.2. Controle de qualidade
    • 5.3. Matérias-primas
    • 5.4. Sequência operacional
    • 5.5. Tabelas de medidas do produto acabado
    • 6. Gradação de Moldes (ampliação e redução): definição
    • 6.1. Diferenças de medidas
    • 6.2. Pontos fixos e móveis do molde
    • 6.3. Proporção do produto
    • 7. Métodos de Montagem e Acabamento de
    • 7.1. Blusas
    • 7.2. Calças
    • 7.3. Camisas
    • 7.4. Camisetas
    • 7.5. Lingeries
    • 7.6. Saias
    • 8. Noções de regulagem das máquinas, equipamentos e acessórios
    • 9. Normas Técnicas Nacionais e Internacionais
    • 10. Preparação para o corte:
    • 10.1. Acréscimo de margens
    • 10.2. Armazenagem dos moldes
    • 10.3. Denominação dos moldes
    • 10.4. Destaque dos moldes
    • 10.5. Gabaritos
    • 10.6. Marcação de piques, furos e fio
    • 11. Processo de construção de:
    • 11.1. Bolsos
    • 11.2. Cós
    • 11.3. Fechamentos
    • 11.4. Fendas
    • 11.5. Franzidos
    • 11.6. Golas
    • 11.7. Mangas
    • 11.8. Palas
    • 11.9. Pences
    • 11.10. Pregas
    • 11.11. Punhos
    • 11.12. Recortes
    • 12. Protótipo e peça piloto:
    • 12.1. Acabamento
    • 12.2. Aprovação
    • 12.3. Correção
    • 12.4. Corte
    • 12.5. Costura
    • 12.6. Definição
    • 12.7. Encaixe
    • 12.8. Etapas da confecção:
    • 12.9. Prova
    • 12.10. Risco
  • ANÁLISE TÉCNICA DE PRODUTOS DO VESTUÁRIO
    • 1. Apresentação do projeto
    • 1.1. Apresentação dos resultados
    • 1.2. Definição da programação: local, participantes, recursos, tempo disponível
    • 1.3. Desenvolvimento de projeto
    • 1.4. Execução do projeto
    • 1.5. Identificação de recursos necessários
    • 1.6. Planejamento
    • 1.7. Técnicas de apresentação: aplicação, seleção
    • 2. Planejamento do projeto
    • 2.1. Análise de dados
    • 2.2. Coleta de dados: fontes de pesquisa, relatório das informações
    • 2.3. Descrição de critérios técnicos de avaliação do projeto relativos a:
    • 2.3.1. Costurabilidade
    • 2.3.2. Impactos ambientais
    • 2.3.3. Matérias-primas
    • 2.3.4. Medidas
    • 2.3.5. Processos de fabricação
    • 2.3.6. Segurança
    • 2.3.7. Vestibilidade
    • 2.4. Elaboração de cronograma de desenvolvimento
    • 2.4.1. Etapas de ajuste
    • 2.4.2. Etapas de execução
    • 2.5. Previsão de recursos: financeiros, materiais, técnicos
    • 2.6. Proposição do objetivo
    • 3. Projeto: definição
    • 3.1. Análise de viabilidade: concepção, econômica, técnica
    • 3.2. Características: inovação, melhoria
  • PROCESSOS INDUSTRIAIS DO VESTUÁRIO
    • 1. Beneficiamento: bordado, estamparia, lavanderia
    • 2. Critérios de controle de qualidade
    • 2.1. Adequação de tamanhos de pontos
    • 2.2. Regulagem dos pontos
    • 2.3. Resistência das costuras
    • 2.4. Simetria
    • 2.5. Tolerâncias das especificações do produto
    • 2.6. Uniformidade das costuras
    • 2.7. Uniformidade das medidas
    • 3. Graduação de Moldes (ampliação e redução)
    • 3.1. Beneficiamento
    • 3.2. Definição
    • 3.3. Diferenças de medidas
    • 3.4. Graduação de moldes
    • 3.5. Métodos de montagem e acabamento de peças
    • 3.6. Normas técnicas nacionais e internacionais aplicadas à confecção de roupas
    • 3.7. Pontos fixos e móveis do molde
    • 3.8. Proporção do produto
    • 3.9. Regulagem de máquinas
    • 4. Métodos de Montagem e Acabamento de:
    • 4.1. Blazers
    • 4.2. Blusas
    • 4.3. Calças
    • 4.4. Camisas
    • 4.5. Camisetas
    • 4.6. Lingeries
    • 4.7. Saias
    • 5. Noções de regulagem das máquinas, dos equipamentos e dos acessórios
    • 6. Protótipo e Peça Piloto: definição
    • 6.1. Especificação técnica
    • 6.1.1. Consumo de matérias-primas
    • 6.1.2. Controle de qualidade
    • 6.1.3. Matérias-primas
    • 6.1.4. Sequência operacional
    • 6.1.5. Tabelas de medidas do produto acabado
    • 6.2. Etapas da confecção
    • 6.2.1. Acabamento
    • 6.2.2. Aprovação
    • 6.2.3. Correção
    • 6.2.4. Corte
    • 6.2.5. Costura
    • 6.2.6. Encaixe
    • 6.2.7. Prova
    • 6.2.8. Risco
  • ESTÁGIO/TCC
    • 1. Planejar a modelagem
    • 2. Interpretar ficha técnica
    • 3. Organizar ficha técnica
    • 4. Especificar materiais e insumos
    • 5. Desenvolver modelagem (manual e informatizada)
    • 6. Preparar moldes para corte
    • 7. Acompanhar confecção de protótipo
    • 8. Orientar corte de peça piloto
    • 9. Elaborar sequência operacional
    • 10. Orientar acabamento de peça piloto
    • 11. Verificar alterações da montagem na modelagem
    • 12. Analisar peça piloto
    • 13. Conferir medidas
    • 14. Estimar consumo de material
    • 15. Encaminhar peça piloto para aprovação
    • 16. Alterar modelagem (manual e informatizada), conforme prova de peça piloto
    • 17. Realizar ampliação e redução de moldes (grade)
    • 18. Preparar gabaritos
    • 19. Complementar ficha técnica
    • 20. Elaborar relatórios técnicos

Carga Horária

1000 Horas
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT